06/02/2019 - 19:52
Assédio Moral é tema de Palestra na Faculdade La Salle

“Fulano parece uma tartaruga resolvendo tal tarefa”; “Ciclana só ganhou promoção porque é a queridinha do chefe”; “Quero que você resolva esse problema pra mim em até uma hora. Te vira”; “Você é um incompetente mesmo, não faz nada que eu mando”; etc...

As frases acima são muito comuns em ambientes de trabalho e muitas vezes, podem soar como brincadeiras inofensivas ou até mesmo como estímulos de trabalho. Mas como identificar que tudo isso não passa de assédio moral? Para tentar esclarecer essas e outras perguntas, o professor do curso de Direito da Faculdade La Salle, Vitor Fonseca, abordou sobre o tema durante a palestra de abertura do 30º Seminário de Professores da Instituição, que será realizado até a próxima sexta-feira, 02/08.

De acordo com Vitor, na maioria das vezes o assédio moral ocorre de maneira muito sutil e quase sempre envolvendo um superior hierárquico dentro da empresa. Para ilustrar melhor o tema, o professor usou como exemplo o filme: O Diabo Veste Prada, que conta a história de uma jovem vinda do interior que começa a trabalhar numa empresa ligada ao mundo da moda e sofre constante assédio moral por parte da chefe dela.

“Caracteriza-se como assédio moral quando a pessoa se que sofre com isso se sente constrangida, quando ela tem a sua autoestima abalada por conta de pressões exageradas por resultados, por conta de apelidos e até mesmo comentários sobre sua orientação sexual, etc.”, comentou o professor.

Ainda segundo Vitor, que também é Promotor de Justiça, o número de denúncias sobre assédio moral registradas no Amazonas e em Roraima, Estados que compõe a 11ª Região do Tribunal Regional do Trabalho, chegou a quase 600 entre os meses de janeiro e julho de 2018, o que corresponde a uma média de 2,7 processos por dia.

 

Outras formas de Assédio Moral

Como dito anteriormente, entre os casos mais comuns de assédio moral cometidas por parte do superior hierárquico. Mas é comum também haver assédio moral por parte de colegas de trabalho, e também por parte de funcionários de nível hierárquico inferior em relação aos de nível hierárquico superior, principalmente quando este é recém-chegado na empresa.

Além disso, outra forma de assédio moral ocorre através do isolamento da pessoa nas relações sociais e estratégicas da empresa e também por meio do desvio de função inadequado ao grau de instrução da pessoa.

“Existem casos onde a pessoa trabalhava no setor administrativo e devido à alguma decisão do superior hierárquico, acabou sendo designada a cuidar dos passarinhos da empresa, por exemplo”, relata Vitor citando um caso comentado por um professor durante a palestra.

Sobre o Seminário

O Seminário de Professores da Faculdade La Salle tem por objetivo reunir não só os professores, como também, coordenadores de curso, direção acadêmicas, dentre outros, para discutir aspectos metodológicos e didáticos do semestre que passou e estabelecer as novas diretrizes de ensino a serem implementadas no semestre que está por vir.

Nesse contexto, o tema do assédio moral é um item fundamental para a construção de um ambiente de trabalho saudável, onde participam professores, coordenadores de curso, direção e alunos da instituição.



Confira a galeria de fotos e vídeos
Buscar
Seção
Área
Período
A partir de
até
Voltar