12/11/2018 - 13:23
As vantagens e desvantagens do emprego temporário.

O fim de ano está chegando e, com ele, aumentam as oportunidades de quem está desempregado. As famosas oportunidades de trabalho temporário estão surgindo. A pergunta é: quais as vantagens e desvantagens deste tipo de emprego?

Bom, comecemos com as vantagens. Poucos telefonemas são tão aguardados, pelo menos para aqueles que não conseguem uma recolocação profissional, como aquela ligação do RH de determinada empresa, informando que você foi selecionado para uma vaga e que começa na próxima segunda-feira. Toda aquela sensação de vazio, de ansiedade e tristeza está prestes a terminar. A pessoa pode se olhar no espelho novamente com orgulho e dizer que não faz mais parte do indesejado rol de desempregados.

A promessa para os filhos de que o Natal será farto e que haverá presente do Papai Noel, poderá ser cumprida. Aos mais jovens, solteiros e “baladeiros”, o carnaval estará assegurado. Aos estudiosos, a possibilidade de investimento em cursos de qualificação ou a matrícula na tão sonhada faculdade é certa. Enfim, é a certeza da volta da dignidade, afinal, o trabalho nos proporciona isso.

O comércio é, sem dúvidas, o maior gerador de trabalhos temporários na região. É a necessidade de garantir o bom atendimento aos clientes que sempre enchem as lojas na época do Natal. Outra grande vantagem é com relação aos processos de seleção para contratações. Enquanto em épocas não festivas as empresas são rigorosas ao escolher seus funcionários, em período de grande demanda acaba sendo mais fácil conseguir a tão sonhada oportunidade.

 Porém, onde há vantagens, há desvantagens também. Embora muitas empresas “deixarem no ar” que, em caso de bom desempenho, este profissional temporário poderá vir a ser efetivado, muitas deixam bem claro que o contrato será realmente de 90 dias. Ou seja: acabando o período, o mesmo será demitido. A carteira de trabalho será assinada e constará ali aquele curto lapso laboral. Posteriormente, este curto período pode não ser muito atrativo no seu currículo.

Outra desvantagem é, logo ali na frente, ter que passar novamente pelo sofrimento e angústia de uma nova demissão e uma futura busca por recolocação profissional. Em minha opinião acredito que vale a pena. Se dedique, mostre que é um bom profissional. Revele ao empregador que é capaz de fazer mais, que agarrará esta oportunidade e dará o seu melhor e, certamente, aquilo que era para ser um simples emprego temporário, poderá vir a ser uma longa e duradoura relação profissional. 

Professor da Faculdade La Salle
Gustavo Adami


Buscar
Seção
Área
Período
A partir de
até
Voltar